Cinema

‘Veneza’, de Miguel Falabella, ganha novo trailer e data de lançamento

Nesta terça (06) foi divulgado mais um trailer de “Veneza”, o filme de Miguel Falabella, além de sua nova data de lançamento.

A história gira em torno do sonho de Gringa (Carmen Maura), dona de um bordel no interior do Brasil e que sonha em reencontrar o seu único amor. Com isso, mesmo cega e doente, insiste em realizar seu último desejo: ir até Veneza para pedir perdão ao antigo amante, que abandonou décadas atrás. Para levá-la à cidade italiana, Tonho (Eduardo Moscovis), Rita (Dira Paes), Madalena (Carol Castro) e as outras moças que trabalham para Gringa idealizam um fantástico plano: fazer com que Veneza venha até o interior, criando situações através de sons com demais colegas do bordel, dando a ideia de que está na cidade italiana.

Suas filmagens aconteceram em 2018, tanto na cidade italiana quanto em Montevidéu, no Uruguai, onde foi recriado uma cidade do interior do Brasil. Isso aconteceu, segundo o próprio Falabella, devido ao fato do Rio de Janeiro estar sofrendo um surto de febre amarela na época e o médico da Carmen Maura não a ter deixado tomar a vacina contra a doença.

A produção ainda ganhou uma data de estreia. Será em junho de 2021, após dois adiamentos: o primeiro no final de 2019, para não concorrer naquela ocasião com “Frozen 2” e “Minha Mãe É Uma Peça 3”, e o segundo em abril de 2020, por conta da pandemia de Covid-19.

Apesar disso, o filme já foi premiado em dois festivais. No LABRFF (Los Angeles Brazilian Film Festival) venceu em quatro categorias: “Melhor Atriz Coadjuvante” para Carol Castro, “Melhor Ator” para Eduardo Moscovis, “Melhor Ator Coadjuvante” para André Mattos e “Melhor Fotografia” para Gustavo Habda. O outro foi no Festival de Gramado, em 2019, por também em “Melhor Atriz Coadjuvante” e “Melhor Direção de Arte” para Tulé Peake.

Na premiação do Kikito, o ex-apresentador do “Vídeo Show” contou que fez o filme do “Sai de Baixo”, lançado em 2019, para que tivesse o aval da Globo Filmes como co-produtora. O roteirista ainda contou que sabia que adaptação do humorístico para o cinema ficaria ruim, pois foi feito para a TV.

More in:Cinema