Hoje chega aos cinemas “X-Men: Fênix Negra”, conhecido também como o último filme da saga dos mutantes. O OA já viu o filme e conta qual foi a sua impressão.

Para encerrar o ciclo em grande estilo, o filme gira em torno da Jean e da sua origem e de seus poderes. O longa dirigido por Sinon Kimberg explorado um lado mais sentimental se comparado com os outros filmes da saga ou até mesmo da Marvel. Sabe aquela frase “o que você faria por amor?” que move a novela de Manoel Carlos “Por Amor”, em reprise no “Vale a Pena Ver de Novo”? Ela se encaixa perfeitamente no filme, que consegue explicar porque o Professor Chavier tomou determinadas atitudes.

Efeitos especiais: simplismente magnífico, a saidera da Fox Filmes caprichou nesse quisito. Você acaba se teletransportando para o momento da ação. Acho que é unânime dizer que a Fox sempre caprichou nesta parte com a saga do X-Men.

Mesmo sendo explicado pelo diretor, Wolverine fez falta neste ciclo, pois ele deu a marca do X-Men durante toda a franquia até a sua despedida, em Logan (2017).

Empoderamento: de todos os longas da Marvel, esse é o que mais traz o protagonismo feminino, até na parte da vilania. #WomanIsThePower

Além da Jean, o longa explica melhor a conturbada relação entre o Magneto e o Professor Xavier e os seus poderes.
Só #ficaadica: se você for muito fã da saga, prepare os seus lencinhos.

Chega mais nas redes sociais!
error