Letras

Letra: “Lalange” – Liniker part. Milton Nascimento

[Liniker]
Sonhei que voltei para minha creche, no Yolanda Ópice em Araraquara
Estava com minha mãe e eu já era adulta
No sonho eu vi todas as crianças que estudaram comigo dentro do parque
Elas estavam divididas das pessoas pela uma película
Quando vi que minhas amigas e amigos da creche estavam lá, comecei a procurar minha criança
Eu lembro que procurei todas as crianças carecas, porque assim eu achei que eu me encontraria mais rápido
Minha mãe esteve de mãos dadas comigo o tempo todo
Teve muita paciência esperando que eu me encontrasse, e me deu suporte
Todas as professoras me reconheceram adulta e olhavam com doçura e faziam o mesmo com a minha mãe
O sonho acabou e eu não encontrei a minha criança

[Liniker]
De longe vela o sono de quem quer
Firula pelas horas da manhã
Quando anoitece quase quer chorar
Água dos olhos dela secou
Lalange carinho desenha a roupa
Chorando, menino queria voar
Saudade do colo, mainha cadê?
Parece um sonho, mas dói

[Milton Nascimento]
De longe vela o sono de quem quer
Firula pelas horas da manhã
Quando anoitece quase quer chorar
Água dos olhos dela secou
Lalange carinho desenha a roupa
Chorando, menino queria voar
Saudade do colo, mainha cadê?
Parece um sonho, mas dói

[Liniker & Milton Nascimento]
De longe vela o sono de quem quer
Firula pelas horas da manhã
Quando anoitece quase quer chorar
Água dos olhos dela secou
Lalange carinho desenha a roupa
Chorando, menino queria voar
Saudade do colo, mainha cadê?
Parece um sonho, mas dói
Mas dói, mas dói, mas dói
Dói, dói, dói, dói

More in:Letras