EntrevistaMúsica

Entrevista – DAY fala sobre clipe de ‘Finais Mentem’, importância dos fãs e as suas referências geek

Nesta sexta (19) a DAY lançou o clipe de “Finais Mentem”, o último single antes de seu álbum de estreia, o “Bem-Vindo ao Clube”, que será lançado em breve.

A faixa conta a história das consequências de um relacionamento, no qual no vídeo, a cantora é uma heroína desorientada pelas ruas de São Paulo em busca de ajuda. Nele, ainda há referências ao mundo geek, no qual a própria Day fala sobre na entrevista.

Além disso, a cantora que participou da sexta temporada do “The Voice Brasil” ainda conta da importância dos fãs em sua vida e dá um pequeno spoiler do que virá em seu álbum.

OA – Como surgiu a ideia da música?

DAY – “Surgiu da minha vontade de falar sobre alguém que teve vontade de coragem de abrir mãe de um relacionamento que não fazia bem, mas que não é por isso que ela deixa de sentir as consequências, os efeitos colaterais da perda. Então, por isso que “finais mentem”. Ela terminou, ela se livrou, mas a pessoa ainda vive na memória e no peito da pessoa ainda. Então, é meio complicado.”

OA – O clipe é dito por você mesmo que é o mais diferente que já gravou. Como foram as gravações e como surgiu a ideia?

DAY – “Foram muito intensas. A gente teve mais de três dias de diárias, então, você pode imaginar o quanto foi cansativo. A ideia surgiu, po, eu já tinha a história na minha cabeça, e eu, basicamente tive uma reunião com os diretores, com Jesus Mendes e Pedro Fiorila. Eu contei a história, eu contei o lugar em que a personagem teria que estar nesse momento e nessa música, e eu falei que queria que tivesse influências do universo geek, queria que chamasse a atenção de galera e que fizesse isso de uma forma diferente, e não como já foi feito. Eles voltaram com esse roteiro, com essa ideia, a gente executou e conseguiu fazer uma coisa muito autêntica. Estou muito feliz com o resultado.”

OA – O clipe ainda vem com referências nerd/geek. Falando sobre esse lado, qual é a sua maior influência nerd? E entre Marvel e DC, qual você prefere?

DAY – “Confesso que ainda sou um bebê engatinhando nesse universo da Marvel e da DC. Obviamente eu cresci assistindo os filmes, mas só agora comecei a entender que todo o universo se conecta e todas as pontas se encontram de algum jeito, de alguma forma. Isso me fascina muito, além de dizer dos efeitos visuais que eu acho fascinante também. Minha inspiração meio que veio daí e eu estou me interessando cada vez mais”.

OA – A música é o seu último lançamento antes do seu álbum de estreia, o “Bem-Vindo ao Clube”. Quais os spoilers que você pode dar dele?

DAY – “Vai rolar um spoiler dentro do clipe de “Finais Mentem”, que a gente vai revelar o nome do próximo single, que é o single que vai dar sentido ao nome do álbum e que vai ser lançado junto com ele. Vai rolar esse “easter egg” no clipe de “Finais Mentem” e as pessoas tem que ficar ligadas nas minhas redes. O que eu posso dizer é, que pelo menos pra mim, e eu tenho certeza que vai ser pra muitas pessoas, que é muito mais que um disco, que é muito mais que música, é um projeto de vida. Eu espero muito inspirar muita gente e trazer um sentimento muito massa com esse álbum. Essa é a minha expectativa.”

OA – Ainda falando do álbum, quais foram as suas inspirações nele? Haverá algo relacionado ao momento da pandemia em que vivemos?

DAY – “Na verdade sem querer querendo, o álbum tem tudo a ver com o momento em que a gente está vivendo. Só posso adiantar uma coisa agora e também já aproveitando que fala muito sobre frustação, que na verdade é assunto que venho falando sobre desde “A Culpa é do Meu Signo”, que foi o meu EP que lancei em junho do ano passado. Mas nesse álbum é uma coisa que eu aprofundo um pouco mais e eu acho que tem tudo a ver com o momento em que a gente está vivendo, mas eu quero muito falar mais sobre isso quando o álbum lançar.”

OA – Sabendo que você é muito ligada com seus fãs, qual é a importância deles no álbum? Houve alguma história vinda deles que foi de inspiração?

DAY – “As histórias do álbum são um tanto quanto pessoais, mas ao mesmo tempo são super acessíveis e que são coisas que literalmente todo mundo já passou, ou pelo menos vai passar, uma vez na vida. Os meus fãs eles são uma fonte de inspiração sim, mas eles são mais do que isso pra mim. Eles literalmente não medem esforços pra ver o bagulho acontecer, pro meu sonho acontecer. E eu costumo falar que sempre que eles realizarem um sonho, eles podem lembrar de mim assim, porque um pedacinho de mim também vai estar realizada, porque o que eles fazem por mim, eu só consigo retribuir assim. É pensando incansavelmente em coisas geniais e alimenta-los, então, sei lá, eles são tudo pra mim”.

OA – Além do álbum, o que podemos esperar mais?

DAY – “Acho o que eu posso adiantar é que o álbum não acaba no álbum. Então, fica a dica.”

More in:Entrevista