BBB

BBB 21: Com medo da Carla Diaz, Sarah e Gilberto pedem desculpas a Juliettte

A volta da Carla Diaz parece que mexeu muito no jogo de Sarah e Gilberto, e a prova disso é que os dois foram pedir desculpas a Juliette na noite desta sexta (12) pelos comentários que fizeram a ela.

A conversa iniciou com Sarah dizendo que o ataque a Juliette a subiu na cabeça. A advogada falou que não iria recuar e ainda ressaltou que defendeu a Carla.

Sarah: “A gente teve um primeiro mês que fomos muito atacados, depois viu que acertamos e subiu a cabeça. Tomamos os lugares dos que julgaram a gente.”
Juliette: “Se ela tivesse saído de fora, daí o alvo seria eu. Eu sabia que seria eu e eu não iria recuar.”
Sarah: “Não, você sabe as pessoas que seriam…”
Juliette: “Amiga, se eu não fizesse nada o jogo vira. Quem foi que defendeu a Carla?”

Juliette fala que a casa apontou os seus erros e que Sarah e Gilberto caíram nessa conversa: “Aquele dia que vocês vieram todos apontar meus erros aqui… não é mentira. Pode ser que eu tenha errado sim, como qualquer um aqui. Só que o que foi feito ali foi efeito manada… ‘Agora o alvo é ela’ e eu sabia o que estava acontecendo. Tava doendo? Tava. Eu queria chorar e me esconder, mas aqui eu não posso. Em casa eu vou pra casa e choro, mas aqui eu não vou fazer isso. Efeito manada, vocês foram no alvo mais fácil.”

Em seguida, Gilberto contou a advogada que tem algumas brincadeiras feitas por ela que o incomoda. Em resposta, Juliette diz ao mórmon que brinca da mesma forma que ele e que não será “submissa aos machos”.

Gilberto: “Tem uma coisa que me machuca muito que é algumas brincadeiras suas em relação a mim e Fiuk. Tem um estigma lá fora muito grande, tenho muito medo das pessoas acharem que a bicha apaixonada pelo boy tá indo atrás dele porque está apaixonado e você falava brincando ‘Sua paixão por Fiuk pode te prejudicar’.
Juliette: “Amigo, eu brinco que sou afim dele. E você brinca com todos os meninos. Você brinca com Caio, com Rodolffo, você brinca com seus adversários de jogo… você agarra beija e dança. Se você tivesse medo do estereótipo de bicha apaixonada por boy você nem aqui tava. Você acha que eu não tenho gatilho de brincar com os meninos e o povo achar que eu sou put*? De ser submissa a macho? Acha que não? (…) A maldade tá nos olhos de quem vê. Não vou deixar de fazer massagem numa pessoa que tá machucada porque vão que eu tô babando. Tome no… eu faço o que eu tenho vontade.”
Juliette: “Não sei de que forma você constrói seus vínculos, Gil. Mas aqui dentro comigo foi frágil. Eu não. Eu não quis me aproximar de você no inicio por ser apenas por identificação cultural por você lembrar meus irmãos… eu me afastei de você pra primeiro entender quem você era. (…) Por mim no primeiro dia você seria meu parceiro de jogo e de vida, mas eu não fiz isso. Eu esperei pra ver você quem você era. Você ter uma história de vida, de pobreza parecida comigo ajuda, mas não determina. Quando eu digo que a gente não tem que deixar nossas dores falarem é sobre isso. Sua dor de ser chamado de bicha que fica atrás de macho falou. Sua dor de ser passado pra trás falou.”

Aí, chega o ponto alto da conversa: o aguardado pedido de desculpas oriundo de Sarah a Juliette, em que diz que pode ficar tranquila.

Sarah: “Eu queria te pedir desculpas porque eu sei que teve momentos que eu não te escutei e falei de jeitos que te machucou. Eu quero te pedir desculpas do fundo do meu coração e eu me importo muito e quero ter você aqui comigo muito juntinho de mim e por isso eu te peço desculpas por isso. Por ter errado contigo.”
Juliette: “Pode ficar tranquila com isso, me desculpa de verdade porque em alguns momentos eu também faço isso…”

A consultora em marketing digital continua falando e Gilberto entra no meio, também pedindo perdão por ter julgado Juliette como puxa-saco de famosos.

Sarah: “Quero pedir desculpas por todas as vezes que a gente não te ouviu, que a gente não escutou vocês nas suas opiniões e desculpa se eu falei alguma palavra pesada que eu te magoei… que eu não faço por querer. Eu evito falar sobre essas coisas porque eu sei que eu levanto o o tom de voz, que minha voz já é alta e acabo machucando. De verdade me perdoa e desculpa se eu não te ouvi. Do fundo do meu coração.”
Gilberto: “Tu já falou muitas vezes… quando a gente tá magoado a gente começa a ver coisas que não existem. Desde o monstro quando começou a… falou as coisas e aquilo começou a me magoar eu comecei a ver que talvez aquilo não existia. Eu vi você se aproximando da Pocah, se aproximando da Carla e pra mim eu pensei: ‘Será que é porque as meninas são famosas? Será que é por conveniência?’ Eu pensei e fiquei muito triste. Até cheguei a comentar com a Sarah e fiquei muito triste, falei com a Sarah que a gente não devia ter julgado. A gente começa a julgar tudo.”

More in:BBB