CinemaFamososTelevisão

Dica da quarentena – O Homem Invisível

Elizabeth Moss, uma das maiores promessas do cinema estadunidense e ganhadora de um Emmy, que carrega a fama pelos programas “Mad Man” e The Handmaid’s Tale”, agora deposita mais um sucesso de bilheteria nos cinemas, o suspense “O Homen Invisível” que estreou a pouco menos de um mês.

O filme, que é uma adaptação moderna do romance de ficção científica de H.G. Wells, conta a história de uma mulher, Cecília , interpretada por Elizabeth Moss, que foge de seu marido abusivo, um cientista milionário, e lida com o trauma até onde aparentemente ele comete suicídio e lhe deixa uma herança gorda. Mas ao tentar superar o passado, junto com todos os seus traumas, ela percebe, ao seu redor, acontecimentos sinistros que a fazem suspeitar que seu ex não está morto, e descobre que seu ele encontrou uma maneira de se tornar invisível para perseguir e atormenta-la.

O filme apresenta cenas de terror de peso, que procuram explicitar o elemento assustador do vazio. O Homem Invisível acha seu passaporte para o sucesso no brilho do silêncio, e faz o público estremecer a cada movimento simples de uma cadeira, porta, ou qualquer elemento.

Dirigido por Leigh Whannell, roteirista de “Jogos Mortais” e “Supernatural”, “O Homen Invisível” não desaponta os fãs do gênero. O desenrolar da trama não deixa à desejar em nenhum momento, trazendo terrores da atualidade e assuntos emergentes que prometem um suspense psicológico de estremecer a base. E com a excelente performance da atriz Elizabeth Moss, o filme se torna mais aterrorizante, emocionante e frenético de se ver.

SaraFreitas
Apaixonada por cinema!

More in:Cinema