Cultura

Parada do Orgulho LGBT+ de São Paulo reúne cerca de 4 milhões de pessoas

No último domingo (19), aconteceu a Parada do Orgulho LGBT+ de São Paulo, em que segundo a organização, cerca de 4 milhões de pessoas estiveram presente no percurso que vai da Avenida Paulista até a Praça Roosevelt.

A manifestação teve um tom político,  com discurso de representantes da comunidade LGBTQIA+, além de políticas, caso da co-vereadora Carol Iara (PSOL) e da secretária de Direitos Humanos da capital e ex-VJ, Soninha Francine (Cidadania). Além dos gritos de “Fora Bolsonaro” e participações de políticos conhecidos nacionalmente de esquerda e centro, como Guilherme Boulos (PSOL), Tammy Miranda (sem partido), Eduardo Suplicy (PT) e sua ex-esposa, Marta Suplicy (sem partido)

O tema deste ano foi “Vote com Orgulho – por uma política que representa” e reafirmar o compromisso da comunidade LGBTQIA+ no combate à discriminação, respeito à diversidade e na luta por políticas afirmativas voltadas para esta parcela da população.

A Parada ainda movimentou a economia, já que segundo a Prefeitura de São Paulo, cerca de 80% da rede hoteleira foi ocupada.

Em relação aos shows, teve apresentações de nomes como Ludmilla, Pabllo Vittar, Luísa Sonza, Matheus Carrilho e Tiago Abravanel.

Advertisement

More in:Cultura