Teatro

Assistido por mais de 35 mil pessoas, A Última Sessão de Freud, de Mark St. Germain, reestreia no Teatro Bravos em janeiro de 2023

Advertisement
Advertisement

Dirigido por Elias Andreato e estrelado por Odilon Wagner (indicado ao Prêmio APCA 2022 por este trabalho) e Claudio Fontana, o espetáculo narra um encontro hipotético entre o pai da Psicanálise e o escritor C.S. Lewis

Quem perdeu o espetáculo A Última Sessão de Freud, tem nova chance de assistir à bem-sucedida montagem dirigida por Elias Andreato para o texto do premiado autor americano Mark St. Germain. Isso porque a peça, que já foi vista por mais de 35 mil pessoas, volta em cartaz no Teatro Bravos entre os dias 20 de janeiro e 30 de abril de 2023, com apresentações às sextas e aos sábados, às 20h, e aos domingos, às 19h.

Sucesso de público e crítica, o espetáculo já fez turnê pelas cidades de Curitiba, Belo Horizonte, Recife, João Pessoa, Ribeirão Preto, São José dos Campos e Campos do Jordão, sempre com casa cheia. 

A trama apresenta um encontro fictício entre Sigmund Freud (Odilon Wagner – indicado ao Prêmio APCA 2022 por este papel) o pai da psicanálise, e o escritor, poeta e crítico literário C.S.Lewis (Claudio Fontana), dois intelectuais que influenciaram o pensamento científico filosófico da sociedade do século 20.

Durante esse diálogo, Sigmund Freud, crítico implacável da crença religiosa, e C.S. Lewis, renomado professor de Oxford, crítico literário, ex-ateu e influente defensor da fé baseada na razão, debatem, de forma apaixonada, o dilema entre ateísmo e crença em Deus. O texto de Mark St. Germain é baseado no livro Deus em Questão, escrito pelo Dr. Armand M.Nicholi Jr. – professor clínico de psiquiatria da Harvard Medical School. Freud quer entender por que um ex-ateu, um brilhante intelectual como C.S. Lewis, pode, segundo suas palavras, abandonar a verdade por uma mentira insidiosa” – tornando-se um cristão convicto.

No gabinete de Freud, na Inglaterra, eles conversam sobre a existência de Deus, mas o embate verbal se expande por assuntos como o sentido da vida, natureza humana, sexo, morte e as relações humanas, resultando em um espetáculo que se conecta profundamente com o espectador através de ferramentas como o humor, a sagacidade e o resgate da escuta como ponto de partida para uma boa conversa. O sarcasmo e ironia rondam toda essa discussão. As ideias contundentes ali propostas nos confundem, por mais ateus ou crentes que sejamos.

Advertisement

O cenário assinado por Fábio Namatame reproduz o consultório onde Freud desenvolvia sua psicanálise e seus estudos. Ele estava exilado na Inglaterra depois de ter fugido da perseguição nazista na Áustria, em plena segunda guerra mundial, no ano de 1939. 

Sinopse

No gabinete de Freud, na Inglaterra, o pai da psicanálise e o escritor C.S. Lewis conversam sobre a existência de Deus, mas o embate verbal se expande por assuntos como o sentido da vida, natureza humana, sexo e as relações humanas, resultando em um espetáculo que se conecta profundamente com o espectador através de ferramentas como o humor, a sagacidade e o resgate da escuta como ponto de partida para uma boa conversa. O sarcasmo e ironia rondam toda essa discussão. As ideias contundentes ali propostas nos confundem, por mais ateus ou crentes que sejamos.

Ficha Técnica

Texto: Mark St. Germain

Tradução: Clarisse Abujamra

Direção: Elias Andreato

Assistente de Direção: Raphael Gama

Idealização: Ronaldo Diaféria

Elenco: Odilon Wagner e Claudio Fontana

Cenário e figurino: Fábio Namatame

Assistente de cenografia: Fernando Passetti

Desenho de Luz: Gabriel Paiva e André Prado

Iluminação: Nadia Hinz

Trilha Sonora: Raphael Gama

Arte Gráfica: Rodolfo Juliani

Fotografia: João Caldas

Iluminador: Nádia Hinz

Designer de som: André Omote

Coordenador Geral de Produção: Ronaldo Diaféria

Produtora Executiva: Jade Minarelli

Direção de palco / Contra-regragem: Tadeu Tosta, Vinicius Henrique, Mauro Feles

Assessoria de imprensa: Pombo Correio

Produtores Associados:  Diaféria Produções e Itaporã Comunicação

Serviço

A Última Sessão de Freud, de Mark St. Germain

Temporada: 20 de janeiro a 30 de abril, às sextas e aos sábados, às 20h; e aos domingos, às 19h

Teatro Bravos – Rua Coropé, 88, Pinheiros, São Paulo, SP

Ingressos: 

Plateia Premium: R$120 (inteira) e R$60 (meia-entrada)

Plateia inferior: R$120 (inteira) e R$60 (meia-entrada)

Balcão: R$100 (inteira) e R$50 (meia-entrada)

Vendas online: https://bileto.sympla.com.br/event/78780/d/170197

BILHETERIA: De terça a domingo, das 13h às 19h ou até o início do último espetáculo. 

Formas de Pagamentos aceitas na bilheteria: Todos os cartões de crédito e débito e dinheiro. Não aceita cheques.

Classificação:12 anos

Duração: 90 minutos

Capacidade: 611 lugares

Acessibilidade: Elevadores e escadas rolantes de acesso à sala de espetáculos em todos os andares, além de seis posições para cadeirantes e seis poltronas para obesos.

Advertisement
Advertisement
Nicole Gomez
Formada em Rádio e TV, sou uma apaixonada por Teatro Musical e acredito que a Cultura pode mudar vidas.

More in:Teatro