Teatro

Premiado espetáculo da Cia Truks, Sonhatório faz apresentações gratuitas em Macatuba e Lençóis Paulista

Em Macatuba será ainda oferecida a oficina O Teatro de Objetos da Cia Truks

Apresentado pela Zilor e viabilizado pelo Ministério do Turismo, através da Lei de Incentivo à Cultura do Governo Federal, a Cia Truks, referência nacional na arte do teatro de animação, apresenta no projeto “O Surpreendente Mundo dos Objetos”, o espetáculo Sonhatório (Prêmio APCA e Coca Cola FEMSA) nas cidades de Macatuba e Lençóis Paulista. A peça foi criada por Henrique Sitchin e Gabriel Sitchin, tem texto e direção de Henrique Sitchin e elenco formado por Gabriel Sitchin, Rogério Uchoas e Thaís Rossi.

As apresentações são gratuitas e acontecem nas seguintes datas: 

Lençóis Paulista: Espaço Cultural Cidade do Livro

Dia 12/12 às 16h e 20h

Dia 13/12 às 8h30, 10h, 13h30 e 15h

Macatuba: Teatro Municipal “Renata Lycia dos Santos Ludovico”

Dia 14/12 às 16h e 20h

Dia 15/12 às 11h, 16h e 20h

Dia 15/12 – Oficina: das 17h30 às 19h no Centro Cultural “Orlando Bozan”

(Inscrições no próprio Centro Cultural ou pelo tel.: (14) 3268-1821)

Sobre o espetáculo

É hora do almoço no Sanatório Boa Cabeça. Sentam-se à mesa para a refeição três supostos loucos. Porém, não há nada para comer ou beber. Para passarem o tempo,  os amigos resolvem brincar com os objetos que têm à sua volta. É então que partem para  uma deliciosa viagem pela imaginação, que os levará para áridos desertos, para o fundo  do mar e para longínquos planetas. Incríveis e criativos personagens feitos de  guardanapos, bacias, copos, garrafas pet, sacolas plásticas, talheres e pratos os acompanharão por suas “superaventuras”. Após finalmente almoçarem, revela-se ao público a surpresa: eram eles de fato os loucos, ou são loucos aqueles incapazes de brincar? Nossos amigos  oferecem ao público um dos melhores remédios para tudo: a possibilidade da construção  de uma vida mais saudável, feita da sincera amizade, e de muito bom humor. Eles  transformam o que seria um sanatório em um… sonhatório! 

Nesta peça, a Cia Truks utiliza a técnica de teatro conhecida por “Teatro de Objetos”, ou então, como gostam de chamar, à maneira Truks, de “Teatro Com  Objetos”. Aqui, o uso cotidiano do objeto é mudado para construir nossas criaturas, ou  simbolizar personagens. Uma colher de pau se transforma em uma cozinheira, um  algodão pode ser um pintinho, ou, então, uma simpática vaquinha é construída com  canecas e um cantil. “Em Sonhatório transformamos sacos de lixo em águas vivas,  garrafas térmicas em pinguins, pequenas xícaras em espevitados patinhos, uma chaleira  branca em um esplendoroso cisne, entre outras dezenas de criaturas”, contam os criadores. 

Henrique Sitchin conta que o procedimento tem clara e direta relação com o que o educador Jean Piaget  definiu como ‘jogo simbólico’. “É uma forma de comparação que as crianças  encontram para entenderem o mundo ao seu redor, bem como fortalecerem a sua  individualidade. A criança, pela pouca experiência de vida, não tem repertórios para  fazer comparações e ou entendimentos racionais, elaborados, de certos assuntos.  Então, para isso, elas usam do artifício do jogo simbólico: brincam de ser como o  papai, para entenderem, na prática, que são necessárias regras de convívio; brincam  de boneca para experimentarem ser como a mamãe; empenham uma espada para  sentirem-se fortes como os príncipes e os heróis, conversam com bichinhos  imaginários, são capazes de enxergar vida onde não há vida. Passam a conhecer a si  mesmas e, a partir daí, terão subsídios também para começar o processo de  identificação do outro – prática fundamental para o convívio em sociedade”.

Sobre a oficina: O Teatro de Objetos da Cia Truks 

Tempo de duração: 1h30

Vagas: 40 – livres para todos os interessados, com ou sem experiências anteriores

Dia 15/12 – Oficina: das 17h30 às 19h no Centro Cultural “Orlando Bozan”

(Inscrições no próprio Centro Cultural ou pelo tel.: (14) 3268-1821)

O Teatro de Objetos, à maneira da Cia Truks, é um jogo teatral que permite a criação de cenas inusitadas, criativas e, no mínimo, originais. Aqui se constrói uma nova relação do ator com o objeto que, por sua vez, transforma-se em um símbolo, ou uma criatura viva, em um jogo que é imediatamente aceito e divertidamente jogado pelo público. Um maço de cigarros pode ser o esconderijo de perigosos bandidos, um grampeador de papéis pode ser um jacaré feroz, um borrifador de água pode ser um camelo prestes a atravessar um grande deserto, algodões podem ser pintinhos, um chapéu preto pode simbolizar a morte, e assim por diante.

A oficina irá oferecer aos participantes a possibilidade de desenvolvimento de uma série de jogos cênicos, feitos com objetos de uso diário. O objetivo central será fomentar a criatividade e instrumentalizar os participantes para que construam cenas teatrais próprias, bem como, para educadores, que possam propor esses jogos com seus alunos.

FICHA TÉCNICA  

Criação:  

HENRIQUE SITCHIN e GABRIEL SITCHIN 

Texto e Direção: 

HENRIQUE SITCHIN 

Elenco:  

GABRIEL SITCHIN, ROGÉRIO UCHOAS e THAÍS ROSSI 

Criação e Confecção de Bonecos e Figuras:  

HENRIQUE SITCHIN, GABRIEL SITCHIN, RAFAEL SENATORE, HUGO REIS, PIETRO  SITCHIN, KARINA PRALL E CAMILA OLIVEIRA 

Trilha Sonora:  

RAFAEL SENATORE  

Iluminação e Cenografia:  

HENRIQUE SITCHIN

Produção:

ADRYELA RODRIGUES | SENDERO CULTURAL

Serviço

Duração: 45 min
Classificação indicativa: Livre

GRATUITO

Lençóis Paulista: Espaço Cultural “Cidade do Livro”

Endereço: Rua Pedro Natálio Lorenzetti, 286, Lençóis Paulista, SP

Capacidade: 120 lugares

Dia 12/12 às 16h e 20h 

Dia 13/12 às 8h30, 10h, 13h30 e 15h

Macatuba: Teatro Municipal “Renata Lycia dos Santos Ludovico”

Endereço: Av. Cel. Virgilio Rocha, 525, Macatuba – SP

Capacidade: 436

Dia 14/12 às 16h e 20h

Dia 15/12 às 11h, 16h e 20h

Dia 15/12 – Oficina: das 17h30 às 19h no Centro Cultural “Orlando Bozan”. 

(Inscrições no próprio Centro Cultural ou pelo tel.: (14) 3268-1821)

Advertisement
Nicole Gomez
Formada em Rádio e TV, sou uma apaixonada por Teatro Musical e acredito que a Cultura pode mudar vidas.

More in:Teatro