Famosos

Léo Dias é condenado à prisão pela justiça por ataques contra Tiago Leifert e ao pai do apresentador

Advertisement
Advertisement

O colunista Leo Dias foi condenado a 1 ano e 3 meses de prisão, após decisão da Justiça do Rio de Janeiro, por conta de ataques contra o ex-apresentador da TV Globo, Tiago Leifert, e seu pai, Gilberto Leifert, que por anos comandou o Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar). As informações são do portal “EM OFF”.

O caso aconteceu em 2020, quando o jornalista foi acusado de divulgar uma matéria “extremamente mentirosa e sensacionalista”, quando ainda trabalhava no portal Uol. A reportagem alvo do processo foi a “Homem forte do CONAR, que atacou Gusttavo Lima, é pai de Tiago Leifert”.

O ex-contratado do SBT associou a Gilberto Leifert a representação ética sofrida por Gusttavo Lima, aplicada pelo órgão, por excesso de bebida alcoólica em suas lives, realizadas durante a pandemia. A publicação gerou um processo após queixa-crime registrada pelas vítimas, que motivou uma retratação pública do jornalista, em outubro do ano passado.

Advertisement
Advertisement

Segundo a publicação, a atual condenação partiu do juiz Flávio Itabaiana de Oliveira Nicolau. A pena é de um ano, três meses e 23 dias de detenção, que serão substituídos pelo mesmo período de serviços prestados à comunidade ou entidades públicas e ao pagamento de 67 dias-multa, arbitrado em metade do salário mínimo à época (aproximadamente R$ 40 mil).

Ainda de acordo com a publicação, além da prisão, Leo Dias foi condenado, juntamente com o portal Uol, ao pagamento de indenização no valor de R$ 80 mil por danos morais, sendo R$ 30 mil para o ex-diretor da Globo e R$ 50 mil para o ex-apresentador do BBB.

Advertisement
Advertisement

More in:Famosos