Televisão

TV Anhanguera, afiliada da Globo, sofre ataque hackers e criminosos pedem 1 milhão de reais pelos dados roubados

Advertisement
Advertisement

A TV Anhanguera, afiliada a Globo no estado de Goiás, sofreu um ataque hacker no último fim de semana, fazendo com que seu sistema fosse impedido de ser acessado. Com isso, diversas mudanças foram feitas para manter as produções no ar.

Os hackers fizeram uma tentativa de inibir as operações do Grupo Jaime Câmara, responsável pela emissora e outros veículos. Os jornais O Popular, Daqui e Diário de Tocantins tiveram seus acessos interrompidos. As rádios Executiva e Moov FM estavam com as transmissões suspensas.

As produções da TV Anhanguera também sofreram impactos desde a manhã desta segunda-feira (26). O “Bom Dia Goiás” precisou de ‘jogo de cintura’ para seguir por 2h e 30min no ar. As tarjas exibidas com as informações das reportagens não foram exibidas.

No “Jornal Anhanguera 1ª Edição”, exibido na faixa do meio-dia, a apresentadora lilian Lynch fez o uso de laudas em papel ao invés do tradicional notebook e tablet.

Na apuração do site TV Pop, os criminosos deram um prazo de sete dias para a transferência de R$ 1 milhão e devolver o acesso dos dados. No entanto, a organização acredita que se tenha um backup dos arquivos e que vai regularizar a situação o quanto antes.

Advertisement

Nas redes sociais, a emissora lamenta e pede desculpas ao público. Leia o comunicado na íntegra:

“Pedimos desculpas aos leitores dos jornais O Popular e Daqui e aos ouvintes das rádios Executiva e Moov FM pela indisponibilidade de nossos sistemas desde domingo. Nossas equipes estão trabalhando intensamente para o restabelecimento dos serviços o mais rápido possível. Enquanto isso, fique informado acessando o portal G1 Goiás, a rádio CBN Goiânia e a TV Anhanguera. Contamos com a sua companhia!”

O portal G1 foi o único que não foi afetado pela derrubada de sistema, já que possui um espaço de responsabilidade da Globo.

Advertisement
Advertisement

More in:Televisão