Cidade

Três jogadores do Botafogo-SP são acusados de estupro no Rio de Janeiro

Advertisement
Advertisement

Os jogadores João Diogo, 23; Dudu, 19, e o argentino Lucas Delgado, 27, todos do Botafogo-SP, são acusados de estuprar uma mulher em um hotel, no Rio de Janeiro, na madrugada da última segunda (26). As informações são da Folha de São Paulo.

Segundo a publicação, que teve acesso ao Boletim de Ocorrência, a vítima é uma mulher de 27 anos, que relatou que o crime teria ocorrido após a partida em que o time de futebol conquistou o acesso para a Série B d o Campeonato Brasileiro.

Advertisement

O relato diz que os três jogadores saíram do hotel em que estavam, na região central do Rio de Janeiro, por volta das 00h30 em direção a Vitrinni Lounge Beer, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio.

ATENÇÃO: O conteúdo a seguir poderá causar gatilhos.

Em seguida, a vítima disse que trocou beijos com o argentino e que depois foi ao hotel da delegação, onde segundo a própria, manteve relação sexuais com ele, que não usou preservativo, contrariando a vontade dela.

A mulher também relata que João Diogo e Dudu bateram na porta do quarto e entraram na intenção de fazer sexo com ela, sem o consentimento da vítima.

Advertisement

Nisso, ela disse ter sido xingada por João Diogo e mordida no seio direito por Dudu. Após, foi para a recepção aos prantos, quando foi informada sobre a identidade de Lucas Delgado.

A matéria informa que Lucas, que estava sendo emprestado ao time pelo Club Atlético Fénix, teve o seu contrato rescindido. Sobre Dudu e João Diogo, foi relatado que os dois sofreram punições disciplinares.

Os funcionários do hotel já foram ouvidos pela Polícia Civil, que solicitou imagens do circuito interno do local e da boate.

Em nota, o Botafogo-SP afirma ter tomado ciência da denúncia e que repudia “toda e qualquer forma de violência e de assédio, especialmente contra as mulheres, e contribuirá na apuração dos fatos e responsabilidades.”

Advertisement
Advertisement

More in:Cidade