CinemaCrítica

Crítica – ‘A Guerra do Amanhã’ é uma grande decepção

Nesta sexta (02) chega a Amazon Prime Vídeo o filme “A Guerra do Amanhã” (“The Tomorrow War”), em que gira em torno do combate a uma invasão alienígena em que dizima a humidade em 2051.

Porém, nessa guerra, o biólogo Dan Forester (Chris Pratt), acaba sendo um dos escolhidos e vive o dilema entre salvar o mundo ou salvar a sua família se tele-transportando de 2022 (ano em que é ambientado) até 29 anos depois. O filme tinha o potencial para ser um grande longa empolgante, porém não é isso que se acaba vendo. Sua história, apesar de ter um início ágil, acaba sendo arrastada ao chegar na metade, fazendo com que pense que era melhor o filme ter uma duração menor do que as 2h28 que há. Porém, Pratt se sai bem no papel, assim como o J. K. Simmons, em que interpreta o pai do biólogo.

Além de deixar a desejar no roteiro, a produção de Chris McKay ainda erra em nas questões dos efeitos especiais. Os monstros alienígenas tem uma qualidade bem inferior ao que é esperado para uma longe desse estilo.

O longa estreia hoje na Amazon.

More in:Cinema