Cinema

Crítica – “Cadê Você, Bernadette?” mistura drama com um vício em trabalho

Hoje chega aos cinemas o filme “Cadê Você Bernadette?” estrelado pela Cate Blanchett e que conta a história de Bernadette, uma mulher workholic, ou melhor dizendo, viciada em trabalho e que não aguenta mais a sua vida e quer mudar.

O roteiro de Richard Linklater, Holly Gent e Vince Palmo (baseado no romance de Maria Semple) trás um belo clichê atual, de querermos fugir da nossa realidade e irmos atrás do que amamos ou até mesmo de uma boa folga, e misturar isso com os erros que a personagem vinha cometendo por causa do seu vício, nos traz a reflexão sobre as nossas atitudes e que não somos robôs. Uma boa sacada do roteirista, que faz com que o longa não perca o pique. Outro ponto que também é tratado no filme é o vício em remédios da protagonista, bem mais contemporâneo que isso é impossível. A atuação da Cate Blanchett é com certeza um dos maiores destaques do filme. Ela soube deixar a personagem mais humana possível.

Se o roteiro é bom, o mesmo não podemos falar dos efeitos especiais. Em diversos momentos da viagem da personagem é nítido a presença de um chroma-key à lá novela mexicana. Se parar para analisar forte, perde até a emoção da cena, isso sem falar de um momento em que a filha da personagem anda no meio da neve forte como se tivesse em um tempo frio simples. Que eu saiba, essa criança não é biônica.

Fora essas técnicas, as atuações estão excelentes, há bastante emoção e drama contemporâneo, daqueles de você sofrer junto com o personagem da Cate Blanchett, que é daqueles fácil de reconhecer, pois infelizmente sempre acabamos conhecendo alguém que já passou ou esteja passando por esta situação, podendo também ser você mesmo!

https://www.youtube.com/watch?v=lHnPnemLRWM&feature=youtu.b

More in:Cinema