Crítica

Crítica- “Dente por Dente” é uma versão mirim de Tom Ford

Dente Por Dente - Globo Filmes

Ultimamente o cinema brasileiro tem se destacado em produções do gênero suspense em diversas plataformas de streaming e no cinema em geral, e com este longa não é diferente. “Dente por Dente” é um triller de suspense policial protagonizado por Juliano Cazarré, conhecido por seus trabalhos anteriores em Avenida Brasil e outros.

O suspense “Dente Por Dente” gira em torno de Ademar (Juliano Cazarré), sócio de uma empresa de segurança particular que presta serviço para uma grande construtora de São Paulo. Quando seu sócio Teixeira desaparece, Ademar começa uma investigação e, junto com Joana (Paolla Oliveira), mulher de Teixeira, percebe que o amigo estava envolvido em um esquema criminoso. A incansável busca de Ademar pela verdade é marcada por sonhos premonitórios assustadores.

O longa dirigido por Pedro Arantes e Júlio Taubkin é uma viagem de pura nostalgia e você não para de comparar a qualidade da imagem, a sonoplastia, as cores, o protagonista forte e enigmático e a simbologia dos itens dentro das cenas com as obras do cinéfilo estadunidense Tom Ford que brinca cm o tom Noir, a ideia do luxo, a simbologia e as cores dentro de cena, entretanto algo que se vê de primeira na produção nacional é a falta de mobilidade do roteiro que deixa o diálogo dos personagens engessados, mas no final consegue entregar um filme onde se vê sua própria teia de mistérios se resolvendo.

O filme mantém distância das categorias “clichê” e entra nas de filmes independentes, possuindo uma ideia muito mais abrangente do que apenas um enredo policial investigativo. “Dente por Dente” abrange temas como o descaso com as populações de rua, o movimento de ocupação de prédios abandonados nas grandes cidades e a mobilização das grandes corporações para acabar com esses movimentos.

“Dente por Dente” é uma obra cinematográfica brasileira de causar alvoroço, de dar arrepios, nada jamais visto e feito no Brasil. O uso dos efeitos visuais, assim como o adicional da maquiagem tornam a experiência do filme ainda mais excepcional. Possui um enredo interessante, que te prende e é recheado de mistérios.

SaraFreitas
Apaixonada por cinema!

More in:Crítica